Brilho

Pedro havia decidido que agora só amaria quem tivesse o mesmo brilho que o dele.

Cansado de emprestar sua luz, pois sabia que quem empresta luz ou acaba na sombra ou faz sombra em quem quer iluminar.

Pensou, o amor tem que vir de duas pessoas que brilham com intensidade iguais. Não necessariamente no mesmo momento.

Mas o brilho de Pedro não podia fazer sombra nem se apagar ao lado da próxima mulher que amaria.

Por isso que escolheu ficar solteiro até achar esta luz.

Pelo tempo que for necessário.

Sábado, 5 de maio de 2012 às 03:09

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s