Escritos antigos e (in)completos XXVI

Todo o dia a mãe de Neko preparava sua lancheira. Dois sanduíches de grilo, sopa de rato, um oniguiri, suco de pardal e moti.
Mas Neko estava cansado de comer sempre a mesma marmita.
Até que um dia deram Paz para ele experimentar. Se refastelou, comeu tanto que até passou mal.
Nunca tinha comido uma pomba branca.

12/07/2011


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s