Histórias

Uma coisa que me incomoda toda vez que termino uma história, seja ela escrita, lida ou vivida por mim, é saber se e o que ela mudou na vida dos personagens.
Nas que escrevo, eu tenho algum controle.

Nas que leio, posso imaginar, criar.
Mas são nas que vivi que a angústia vem morar.

Tenho eu o poder divino de mudar as pessoas? Tenho eu o direito a isso?
Só sei que ninguém passa pela minha vida sem deixar um rastro. Seja ele uma trilha clara e segura, seja um fio viscoso deixado atrás de uma lesma.

Queria poder dizer o mesmo de mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s