Tempo II – Paragem

Saber quando parar.
Respeitar do outro, o tempo.
Deixá-lo respirar.
Acordar.

Como tudo na vida,
Mundo
Há sempre seu tempo
Necessidade.

Demorei para aprender.
Nem sei se aprendi.
Mas atento sigo
Mais atento não falo.
Ouço.

E tento deixar o amor tomar o momento do meu/outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s