Da cura, a partir de música de Jorge Drexler

“As lágrimas vão ao céu

E volta aos seus olhos desde o mar.”
Talvez as dores não sejam só de amar
O corpo também adoece e volta a sarar. 
“O tempo se vai, se vai e não volta.”
O coração pode quebrar
O fígado apodrecer
Mas vão curar e voltar a doer. 
“Mesmo o quanto pulsem.”
E voltará a hospitais 
Emergências e laboratórios
“E ainda assim vai curar e tornar a quebrar.  
“Ninguém nasce sabendo 
Mas morrer também é lei,
Lei de vida.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s