(En)lutar

Os maiores amantes

E seus maiores inimigos. 
Com descrenças, se feriram. 
Com enorme despudor, foderam. 
Beijos vermelhos,
Molhados de gozo, bile e lágrimas. 
A boca sem dentes engolia
O punhal que lhe oferecia. 
Enquanto presas de palavras feriam.  
E partiu, levou. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s