Amanda’s blue eyes’ blues

Um dia numa conversa,
Ela me dizia,
Não era feliz,
Não estava satisfeita.

Oh! Amanda,
Não se incomode.
A vida é incompleta,
Não se preocupe em terminar,
O que mal começou.

E olhando pro azul,
Eu a ouvia,
Que como a outra,
Não completava nada.

Oh! Amanda,
Não se incomode.
A vida é incompleta,
Não se preocupe em terminar,
O que mal começou.

Eu disse pra ela:
Não, não, nada disso.
Pois o que importa não é o fim,
Mas tudo que viveu até lá.

Oh! Girl,
Não me incomode.
Deixe a vida incompleta,
Ofusque a tolice alheia,
Com os olhos azuis de Amanda.

30/04/2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s