Salmo

Nada temerei enquanto estiveres comigo, pois é teu o meu caminho.
Tua mão me apazigua e me conduz. 
És meu alento, no momento mais escuro. 
És a única verdade, na falta de toda luz. 
Tua mão me guia e torna tudo real. 
Como um cordeiro me perco nos pastos. 
Sem condução, sou navio sem rumo, navilouca da sensatez. 
Tua mão no leme me ordena e me faz seguir. 
Entrego-me a ti. 
Im-penitente e submisso. 
Estou na palma, na tua mão. 

Um comentário sobre “Salmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s