Sobreviver

É não comemorar o próximo feriado para que a vida demore mais um pouco.
É pensar a lágrima que você não vai deixar cair.
É perder a última peça do quebra cabeça.
É deixar a palavra cruzada inacabada.
É sempre fugir da última página do livro.
É passar cola nas peças do xadrez para impedir que consiga jogar.
É rejeitar o inevitável para ver se a humilhação o afaste.
É não perder tempo contando segundos.
É ter uma hora marcada e fazer de um tudo pra chegar atrasado.

Carpe diem, quam minimum credula postero

Sexo não é para ler, é para viver.
As dores, neste quesito, só se curam com a vida.
Palavra de quem teve uma vida sexual e afetiva bem ativa e dolorida.
Mas sexo não é ato, é sentido.
É estar lá, no presente, para viver o passado e glorificar o futuro.
Sexo é para um projeto de hoje, vivido com a sabeDORia de ontem, para se produzir o amanhã.
Enquanto estamos falando, terá fugido o tempo invejoso; colhe o dia, quanto menos confia no amanhã.