e depois da loucura o que é que tem?

Logo ali,
Mais adiante,
Na curva-luz que os olhos alcançam,
Ela está lá.
Todos sabem.
Todos a vêem.
Mas e depois dela?
Alguém pode me dizer?

Será que depois da navilouca a sã idade aparecerá?
Será que além dos muros está o lado da normalidade?
Ou estaremos condenados a nunca enxergar além dos nossos próprios delírios?

Talvez só saiba quem foi,
Mas se sabe que nunca mais voltará.