Reflexos da manhã

As manhãs! Ah, as manhãs!

O momento mais profundo dos meus pensamentos.
O momento em que se determina qual caminho meu humor irá tomar.

Por que me acordam tão cedo?
Por que não chegam para trazer sorrisos?
Por que, de dor, são os instantes mais pungentes?

Nunca é a noite a me trazer melancolias.
A noite sempre me parece o porto seguro do fim do dia.

As manhãs deviam trazer esperanças, possibilidades e potencialidades.
Mas ela só traz o medo de um dia sozinho e triste.

Mas é do homem mudar o rumo das coisas.
Criam-se canais, mudam cursos de rio.
Rasgam a própria palma da mão para construir uma nova linha da vida.

Portanto caberá a mim, não às manhãs, fazer deste dia um dia bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s